sexta-feira, 4 de maio de 2007

LA BRUYÈRE (2)

OS CARACTERES

La Bruyère – Máximas “Dos Julgamentos”

3
“As grandes coisas surpreendem, e as pequenas aborrecem: nós nos familiarizamos com umas e outras pelo hábito”

4
“Duas coisas bem opostas nos predispõem igualmente: o hábito e a novidade.”

5
“Não há nada mais indigno e que mais covenha ao vulgo, que falar com palavras magníficas daqueles mesmos de quem tão modestamente se pensava antes de sua elevação.”

35
“Aqueles que, sem nos conhecerem bem, pensam mal de nós, não nos prejudicam: não é a nós que eles atacam, mas ao fantasma de sua imaginação.”


Jean La Bruyère nasceu em 1645 em Paris e morreu em 1696. Faz parte, junto com La Rochefoucauld e outros, do grupo chamado de "moralistas”.

LA BRUYÈRE Os Caracteres. Trad. Alcântara Silveira. São Paulo: Ed. Cultrix, 1965.

Um comentário:

Sonia disse...

Obrigada James pela visita e elogios! Gostei da proposta do seu blog e vou enviar também algumas reflexões que gosto.

Só comecei o Folhas de Relva há pouco tempo, assim poucos posts estão traduzidos. O meu outro blog Leaves of Grass eu escrevo em inglês porque a maior parte dos meus contatos na blogosfera eram de língua inglêsa, e se eu escrevesse em português ninguém iria me entender. Foi assim que comecei a postar em inglês. Portanto, não repare no meu inglês, pois não domino o idioma, mas de lá para cá tenho aprendido bastante! Um abraço e até mais!