terça-feira, 10 de abril de 2007

LAO TSE

SABEDORIA PELO DESAPEGO
(Lao Tse)



Palavras verdadeiras não são lisonjeiras.
Palavras lisonjeiras não são verdadeiras.
O homem de bem não fala muito.
Quem fala muito não é homem de bem.
Homens sábios não são eruditos,
Homens eruditos não são sábios.

Quem trilha o caminho da perfeição,
Não acumula tesouros.
Riqueza é para o sábio
O que ele faz pelos outros.
Quanto mais ele dá aos outros,
Tanto mais rico se torna.
Assim como do Tao brota a vida,
Assim age o sábio
Sem ferir ninguém.


Lao-Tse viveu na China no 6o século a.C. , e a ele se atribui a autoria dos 81 “capítulos breves” que compõem o Tao Te King, uma espécie de síntese da sabedoria milenar chinesa.

LAO-TSE. Tao Te King. Tradução de Humberto Rohde. São Paulo: Fundação Alvorada, s/data. 2a ed.

Um comentário:

Rosangela disse...

Olá James passei por aqui e não me arrependi. Sem dúvida, um canto nas brumas bem acima das nuvens. Segue um abraço Rosangela Aliberti