sexta-feira, 13 de abril de 2007

PASCAL

Pensamentos
(Blaise Pascal)



336 – Razão dos efeitos – É preciso ter um pensamento oculto e tudo julgar por ele, falando entretanto como o povo.

351 – Esses grandes esforços de espírito, que a alma às vezes atinge, são coisas em que ela não permanece. Atinge-os somente, não como se atinge um trono, para sempre, mas por um instante apenas.

372 – Ao escrever o meu pensamento, ele às vezes me escapa; mas isso me faz lembrar da minha fraqueza, que a todo instante esqueço; isso me instrui tanto quanto o meu pensamento esquecido, pois minha tendência consiste apenas em conhecer o meu nada.



PASCAL, Blaise Pensamentos. Tradução de Sérgio Milliet. São Paulo: Nova Cultural, 1988.

Sobre Pascal (1623-1662) procurar:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Blaise_Pascal

3 comentários:

belinha disse...

Olá James!Obrigada pela visita!Por acaso tu és o James que tinha/tem um fotolog?

Benvindo à blogsofera!:-)

belinha disse...

Que bom que estás por aqui!Vou colocar link!:-)

Alessandra disse...

ia te dizer monte de coisa, agora mesmo. Mas tudo já se me escapou como o instante já... adoro!