segunda-feira, 31 de agosto de 2009

ALBERT CAMUS (3)



Albert Camus
Em
O Mito e a Realidade.







“Se eu fosse árvore entre as árvores, gato entre os animais, essa vida teria um sentido ou, antes, esse problema eu não o teria, pois faria parte do mundo.

Eu seria esse mundo a que agora me oponho com toda a minha consciência e toda a minha exigência de familiaridade.

Essa razão tão irrisória é ela que me opõe a toda a criação.

Não posso negá-la de uma penada.

O que acredito verdadeiro tenho, portanto, de manter.

O que me parece tão evidente – mesmo contra mim – devo sustentar.

E o que constitui o fundo desse conflito, dessa fratura entre o mundo e o meu espírito, se não a consciência que tenho dele?”




“Se me convenço que essa vida não tem outra face além da do absurdo, se comprovo que todo o seu equilíbrio depende dessa permanente oposição entre a minha revolta consciente e a obscuridade em que ela se debate se admito que a minha liberdade só tem sentido na relação com o seu destino limitado, então eu tenho de dizer que o que vale não é viver melhor mas viver mais”.








CAMUS, Albert. O Mito e a Realidade. Tradução e apresentação: Mario Gama. Disponível em:

http://www.scribd.com/doc/5444639/Albert-Camus-O-Mito-e-a-Realidade

Sobre Albert Camus clique no linque abaixo:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Albert_Camus

Um comentário:

Thiago disse...

"Olá colegas,
Deixo aqui a divulgação da Primeira Olimpíada Nacional em História do Brasil, iniciativa inédita no país, organizada pelo Museu Exploratório de Ciências da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com o apoio do CNPq. A Olimpíada é para escolas públicas e particulares e acontece pela internet, com equipes formadas por estudantes do oitado e nono anos do ensino fundamental e por estudantes do ensino médio, juntamente com seu professor. As inscrições já estão abertas!
www.mc.unicamp.br
Obrigado"