sexta-feira, 17 de junho de 2011

ANTONIO DIAS CARDOSO

Aviso
(Antonio Dias Cardoso)





Não se iludam:
Eu sou um gajo magro
E até baixo
Pouco para desfazer...
Mas cuidado com o verde
A nascer
À superfície de mim
Depois de enterrado.






VASCONCELOS, Adriano Botelho de. (Org.). Todos os sonhos – Antologia da Poesia Moderna Angolana. 2ª. Ed. Luanda: União dos Escritores Angolanos, 2008. Disponível em: http://www.uea-angola.org/midia/pdf/apoesia.pdf.pdf

Sobre Antonio Dias Cardoso clique
http://en.wikipedia.org/wiki/Antonio_Dias_Cardoso

Um comentário: