quinta-feira, 7 de junho de 2007

CHUANG TZU (3)

DEIXAR AS COISAS COMO ESTÃO
(Chuang Tzu)

(trecho)


”Você treina seu olho e a sua visão se embriaga com a cor.
Treina o ouvido, e você anseia um som agradável.
Extasia-se em fazer o bem, e a sua bondade natural se desfaz.
Deleita-se no que é correto, e torna-se correto, ultrapassando qualquer expectativa.
Por explorar demais a liturgia, converte-se em péssimo ator.
Explora demais o seu amor pela música e torna-se azedo.

O amor da sabedoria gera planos habilidosos.
O amor do conhecimento gera críticas ao próximo.”



CHUANG TZU, considerado o maior escritor taoista de cuja existência se tem notícia, escreveu sua obra no final do período clássico da filosofia chinesa, de 550 a 250 aC.

MERTON, Thomas. A Via de Chuang Tzu. Petrópolis: Editora Vozes, 1974.

Um comentário:

eu... disse...

muito bonito...