sexta-feira, 22 de junho de 2007

HONORÉ DE BALZAC

Honoré de Balzac

Fisiologia do Casamento
(trechos)

Meditação XIX – Do amante

LXV
“Falar de amor é praticá-lo.”

LXVII
“Um amante tem todas as qualidades e todos os defeitos que um marido não tem.”

LXVIII
“Um amante não dá somente vida a tudo, faz também esquecer a vida; o marido não dá vida a coisa nenhuma.”

LXIX
“Todos os arremedos de sensibilidade que uma mulher faz, iludem sempre o amante; e o que faz encolher os ombros ao marido, extasia um amante.”

LXXII
“Um marido de talento nunca supõe abertamente que sua mulher tem um amante.”

LXXIV
“Um amante ensina a uma mulher tudo quanto o marido lhe ocultou.”

XCIV
“Nunca um marido será bem vingado senão pelo amante de sua mulher.”



BALZAC, H. Physiologia do Casamento. Tradução de Hardinio Lopes. Rio de Janeiro: F. Briguiet & Cia Editores, 1936.


Sobre o autor:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Honor%C3%A9_de_Balzac

3 comentários:

Igor Cruz - SUBurbano e fudido. disse...

E o grande lance é ser marido e amante, mas é difícil.

Carol Rocha disse...

Concordo com o Igor, tanto no grande lance quanto na dificuldade. rs

Eduardo P.L. disse...

James, andas preocupado?
Pelo que lemos o melhor é continuar solteiro.
Por essa e outras vou te pendurar por uns dias no Varal. É castigo.
Bom fim de semana.
Forte abraço.