quinta-feira, 5 de julho de 2007

OSCAR WILDE (4)

OSCAR WILDE
Em O RETRATO DE DORIAN GRAY


“Os que encontram significações feias em coisas belas, são corruptos sem ser encantadores. Isto é um defeito. Os que encontram belas significações em coisas belas são cultos. Para estes há esperança”

“Um livro não é, de modo algum, moral ou imoral. Os livros são bem ou mal escritos. Eis tudo.”

“Na realidade, a arte reflete o espectador e não a vida.”

“Podemos perdoar a um homem por haver feito uma coisa útil, contanto que não a admire. A única desculpa de haver feito uma coisa inútil é admirá-la intensamente. Toda arte é completamente inútil.”


(Trechos do Prefácio)

WILDE, Oscar O Retrato de Dorian Gray. In.__________ Obra Completa. Tradução de Oscar Mendes. Rio de Janeiro: Editora José Aguilar, Ltda., 1961.

5 comentários:

claudio boczon disse...

esse gringo sabia das coisas.

A Minha Vida... disse...

Confesso que discordo completamente, a Arte reflecte muitas coisas e por isso não é inutil, basta o Autor da obra ter talento e o que analiza, saber interpretar... ;)
E acredito também que existem livros mal escritos e livros bem escritos...
Beijo Grande*

aNNaFLaVia disse...

Antes ele diz que como desculpa por ter feito algo inútil deve-se admirar intensamente o feito. Em seguida diz que toda arte é completamente inútil.
Quer coisa mais sábia pra expor que toda a Arte deve ser intensamente admirada?


O que fez você deixar Recife?
Beijos!

L.Reis disse...

...esta frase de Wilde é talvez a melhor definição que conheço sobre Arte...essa sua essência de(como diria Mia Couto) inutensílio. É isso que a distingue do prosaico e banal, é isso que nos arrasta e envolve...que nos atrai e nos prende.

Goddess Night disse...

Sabendo sobre tanta coisa...Não me diga que não consegue escrever? Olha James, solte os demônios todos e vai ver que vai começar a escrever.:)))

Obrigada pela visita,
Volte sempre
Abraço