sábado, 6 de setembro de 2008

CATULLO DA PAIXÃO CEARENSE (2)



Catullo da Paixão Cearense
Em
A Promessa

(trecho)






Era barulho inferná !


Serafina Beja-Frô,
Reimundinha das Inháca,
Girtrude do Zé dos Covo,
e Mariquinha Macaca,
Vitôca, Chica Bemvinda,
Maria da Cunceição,
Lolóca, frô das viola...
Quitéra dos Maracá...
Imquanto um bando gritava: –
Viva! Viva o Bacatuba!
Logo o outro arrespondia: –
Viva o Pedro Sabiá!!!


Seu Bacatuba – o facêro –
Entonce cantou primêro.


(Desafio)


Bacatuba:

Minha viola morena
é uma gaiola de pinho,
adonde canta e soluça
tudo quanto é passarinho!

Sabiá:

Toda viola foi árve
que o machado derribou!
Prú via disso ela canta
O que dos pásso iscutou.

Bacatuba:

Isso é mintira, seu Pedro!
Vassuncê é um bôbaião!
A viola só acumpanha!
Quem chora é o meu coração!

Sabiá:

Eu arripito, sem mêdo,
que a viola, sim, sinhô,
já foi árve e agora canta
o que dos pásso iscutou.

Bacatuba:

Sem os dedos, que nas corda
sabe gemê com carinho,
que seria da viola?!
Gaiola sem passarinho!

Sabiá:

Seu Bacatuba, um violêro,
cumu é tu, que eu não sei, não,
não martráta uma viola,
que tem arma e coração

Bacatuba:

Si eu martratasse a viola,
inda tinha, duas mão,
pra pidi perdão às corda,
fazendo a minha oração

Sabiá:

Eu amo tanto a viola,
minha dô, minha alegria,
cumo adoro, rezo e canto
à Santa Virge Maria!

Bacatuba:

A viola que eu mais adoro,
a mais fermosa que eu vi,
é um coração de cabôca,
que não tá longe d’aqui!

Sabiá:

Cabôco, si tu é hôme,
cospe fora e abre a boca,
pra dize como si chama
o nome dessa cabôca.

Bacatuba:

Seu cabra, eu não tenho mêdo
da cobra mais venenosa;
essa cabôca si chama: –
Juvita Boca de Rosa...



Quando o cabra disse o nome
da cabôca mais quirida,
mais fermosa do sertão,
si apagou-se os candiêro!...
Virou tudo n’um sarcêro...

Foi tudo dos pé pras mão!








CEARENSE, Catullo da Paixão. Meu Sertão. Rio de Janeiro: Livraria Castilho, 1918.

Sobre o autor:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Catulo_da_Paix%C3%A3o_Cearense

3 comentários:

Leila disse...

Outra perola... linda,linda!
bjs,
Leila

Eduardo P L disse...

Grande Catullo. Tem se falado pouco desse gênio!

Bom Domingo!

Jura disse...

Parabéns!
:)
Meus parabéns!