terça-feira, 28 de outubro de 2008

FRANCISCO RODRIGUES LOBO



SONETOS
(Francisco Rodrigues Lobo)


I


Que amor sigo? Que busco? Que desejo?
Que enleio é este vão de fantasia?
Que tive? Que perdi? Quem me queria?
Quem me faz guerra? Contra quem pelejo?

Foi por encantamento o meu desejo
E por sombra passou minha alegria;
Mostrou-me Amor, dormindo, o que não via.
E eu ceguei do que vi, pois já não vejo.

Fez à sua medida o pensamento
Aquela estranha e nova fermosura
E aquele parecer quase divino;

Ou imaginação, sombra, ou figura,
É certo e verdadeiro meu tormento:
Eu morro do que vi, do que imagino.



II


Fermosos olhos, quem ver-vos pretende
A vista dera em preço, se vos vira,
Que inda por perder-vos a sentira,
A perda de não ver-vos não se entende;

A graça dessa luz não na compreende
Quem, qual ao Sol, a vós seus olhos vira,
Que o cego Amor, que cego deles tira,
Com vossos próprios raios a defende.

Não pode a vista humana conhecer
Qual seja a vossa cor, que a luz forçosa
Não consente mostrar tanta beleza;

Se eu, que em vendo-a ceguei, pude ainda ver,
Uma cor vi, porém, cor tão fermosa
Que não me pareceu da natureza.






MOISÉS, Massaud. A Literatura Portuguesa – através dos textos. 5ª. Ed. São Paulo: Editora Cultrix, 1972.

Sobre o autor:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Francisco_Rodrigues_Lobo

2 comentários:

Eduardo P.L disse...

James,

não entendi ou não achei o BLOG e POSTAGEM de que falou para o Blog Viciado. Me de o nome do blog ou o link!

Abçs

Eduardo P.L disse...

hAAAH!
Agora caiu a ficha!
Te agradeço MUITO a simpática indicação. Acontece que no Blog Viciado não posto nada dos MEUS blogs! E outra, a semana de 21 pp já teve um post escolhido. O Blog Viciado pósta um por semana, O MELHOR e só uma vez de um determinado blog, para dar oportunidade a TODOS os bons blogs!

Mas agradeço MUITO sua indicação!

Forte abraço,