sexta-feira, 24 de outubro de 2008

ROGER GARAUDY



Roger Garaudy
Em
Apelo Aos Vivos.






“Em sociedades onde, como escrevíamos em nosso Projet espérance, o crescimento é o deus oculto, e a publicidade, sua liturgia demente; em sociedades onde a maioria se vê privada daquilo que o sistema em sua totalidade convida a gozar, a violência torna-se tanto a lei dos indivíduos como dos grupos, vivendo uns e outros de acordo com a lei do imoralismo dos sofistas atenienses, em que já se encontra a transposição para os indivíduos da expansão da força brutal, característica do imperialismo da Atenas de então: “O bem é ter os desejos mais fortes possíveis e encontrar os meios para satisfazê-los.”




"Sobre esta perversão fundamental do homem descansa hoje nosso sistema econômico de crescimento cego, de crescimento pelo crescimento.

Atentados, suicídios de adolescentes, tanto mais numerosos quanto mais ricos os países, dos Estados Unidos à Suécia, assaltos, destruições, seqüestros, todas as formas de terrorismo de indivíduos ou de grupos não passam de trocado miúdo da violência maciça, institucionalizada”.





GARAUDY, Roger. Apelo Aos Vivos. Tradução de H. P. de Andrade. 2ª. Ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981.

Sobre o autor:
http://en.wikipedia.org/wiki/Roger_Garaudy

E ainda:
http://www.luiznogueira.com.br/ensaios/garaudy.htm

2 comentários:

Anna Flávia disse...

embora ela tenha acertado todas no desenho, acabou porque acertou qual era eu. e você também. =)

beijos

Jura disse...

Complicado mesmo...
Quanto mais leio e estudo, mais reflito sobre isso tudo e me angustio com o futuro...
Mas ai penso que isso de nada adianta e busco o equilíbrio.
Meu trabalho é de formiguinha...
:*