sábado, 8 de novembro de 2008

GROUCHO MARX



Groucho Marx
Em
Memórias de um amante desastrado.






“Na medicina os estilos mudam quase tanto como as roupas femininas.
A panacéia da saúde de hoje torna-se a beladona fatal de amanhã”.



“Justiça seja feita, devo dizer que meu pai nunca, por um momento sequer, pensou seriamente em vender os filhos e fugir.
“O que me dariam por esses cinco garotos usados?”, sua voz ecoou por toda a velha mansão arruinada.
“Acho que vou ficar por aqui mesmo”.



“Nessa época, muito se especulava sobre a forma da Terra.
É claro, caro leitor, que este não é o lugar adequado para expor teorias próprias, e nem gostaria que as coisas que digo se espalhassem por aí, mas minha mente não tem dúvida de que a Terra é um perfeito triangulo.
E se é prova que você quer, tenho muitas.
Por que é que todos os peixes nadam debaixo d’água?
Por que é que as pessoas vão à Flórida no inverno e a Quebec no verão, ou vice-versa?
Por que é que uma pessoa nunca faz uma quadra de ases sem tirar três ases e meio da manga?
É só fazer essas perguntas a alguém que acha que o mundo é redondo, e ver o que ele responde.

Não espero que você entenda o significado do que acabo de escrever, até que tenha lido o parágrafo acima algumas vezes.
Pessoalmente, acho que você seria um idiota se o fizesse.
Eu mesmo o li seis vezes e ainda não entendi”.






MARX, Julius Henry. Memórias de um Amante Desastrado. Tradução de José Simão e Bira Borges. 2ª. Edição. São Paulo: Marco Zero, 1990.

Sobre o autor:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Groucho_Marx

3 comentários:

Eduardo P.L disse...

rehGrande Groucho Marx

Jura disse...

Gostei do autor! Não o conhecia...
Gosto muito de suas postagens! Ótimas referências!
Beijos, luz e harmonia.

Goddess Night disse...

Adorei!

Fica, um abraço.