sexta-feira, 7 de maio de 2010

PASCAL (7)



Blaise Pascal
Em
Pensamentos.





84
“A imaginação amplia os pequenos objetos até enchermos a alma com eles, em uma avaliação fantasista; e numa insolência temerária diminui os grandes e os reduz à sua medida, como ao falar de Deus".


85
“As coisas que mais prezamos, como esconder a nossa pequena fortuna, não são amiúde, quase nada.
São um vazio que nossa imaginação amplia.
Outro passe de imaginação no-lo faz descobrir sem dificuldade".


86
“Minha fantasia impele-me a odiar um indivíduo que grasna ou que come ofegando.
A fantasia pesa muito.
Que proveito tiraremos disso?
Seguir esse peso por ser natural?
Não.
Mas resistir...”






PASCAL, Blaise Pensamentos. Tradução de Sérgio Milliet. São Paulo: Nova Cultural, 1988.

Sobre Pascal clique
http://pt.wikipedia.org/wiki/Blaise_Pascal

Um comentário:

Anna Flávia disse...

Imagine um beijo.