quarta-feira, 23 de junho de 2010

ALBERTO PIMENTA



PORCO TRÁGICO I
(Alberto Pimenta)




conheço um poeta
que diz que não sabe se a fome dos outros
é fome de comer
ou se é só fome de sobremesa alheia.

a mim o que me espanta
não é a sua ignorância;
pois estou habituado a que os poetas saibam muito
de si
e pouco ou nada dos outros.

o que me espanta
é a distinção que ele faz
como se a fome da sobremesa alheia
não fosse
forma de comer
também.






Poesia Surrealista Portuguesa. Disponível em:
http://www.scribd.com/doc/14543657/Poesia-Surrealista-Portuguesa

Sobre Alberto Pimenta clique
http://pt.wikipedia.org/wiki/Alberto_Pimenta

Um comentário:

Georgia disse...

James, bom dia!!!

Há tantos tipos de fome, vai-se lá saber qual...

Olha, vim te avisar que o Edu do Vral de Idéias desta vez te pegou para fazer uma vítima no blog Vítima da Quinta.

http://vtmadaquinta.blogspot.com/2010/06/121-vitima-da-quinta.html

Sua caricatura ficou ótima!

Aparece por lá.

Ah, mas antes de deixar um comentrio, clica em anonimato para nao sair o teu perfil, assim dá tempo do pessoal no Brsil brincar contigo. Amanha ele colará o resultado.

Vamos brincar? Eu já deixei por lá minha brincadeira...

Abracos