terça-feira, 8 de junho de 2010

CHICO XAVIER



Chico Xavier
Em
Nosso Lar.





“As religiões, no planeta, convocam as criaturas ao banquete celestial.

Em sã consciência, ninguém que se tenha aproximado, um dia, da noção de Deus, pode alegar ignorância nesse particular.
Incontável é o número dos chamados, meu amigo; mas, onde os que atendem ao chamado?

Com raras exceções, a massa humana prefere aceder a outro gênero de convites.

Gasta-se a possibilidade nos desvios do bem, agrava-se o capricho de cada um, elimina-se o corpo físico a golpes de irreflexão.

Resultado: milhares de criaturas retiram-se diariamente da esfera da carne em doloroso estado de incompreensão.

Multidões sem conto erram em todas as direções nos círculos imediatos à crosta planetária, constituídas de loucos, doentes e ignorantes”.




“Toda medicina honesta é serviço de amor, atividade de socorro justo; mas o trabalho de cura é peculiar a cada espírito”.




“Quando as lágrimas não se originam da revolta, sempre constituem remédio depurador”.




“O homem encarnado saberá, mais tarde, que a conversação amiga, o gesto afetuoso, a bondade recíproca, a confiança mútua, a luz da compreensão, o interesse fraternal – patrimônios que se derivam naturalmente do amor profundo – constituem sólidos alimentos para a vida em si”.




“Por enquanto, raros conhecem que o lar é instituição essencialmente divina e que se deve viver, dentro de suas portas, com todo o coração e com toda a alma”.






XAVIER, Chico. Nosso Lar. Rio de Janeiro: Federação Espírita Brasileira, s/data. Disponível em: http://www.sej.org.br/livros/lar_br.pdf

Sobre Chico Xavier clique
http://pt.wikipedia.org/wiki/Chico_Xavier

Um comentário:

Revisando a Vida disse...

Adorei seu blog! Parabéns!
Lú Petroni